sábado, 29 de agosto de 2009

Intoxicação de Gatos por Plantas Caseiras

Estou escrevendo hoje para dar um alerta a todos aqueles que tem gatos em casa. Algumas plantas aparentemente inofensivas que temos em casa podem MATAR nossos gatos. Elas são tóxicas para eles e, caso seu gato as coma, você deve levá-los imediatamente num veterinário, mesmo que seja de madrugada.
Foi o que aconteceu comigo na noite passada: Comprei essa semana um vaso de lírio rosa e coloquei em cima do fogão (lugar inacessível para ela). Quando fui cozinhar a noite, coloquei o vaso em cima da mesa. Foi questão de 5 min de distração e a Marie comeu 6 folhinhas de lírio. Liguei para a veterinária dela em SP que me orientou a levá-la imediatamente numa emergência aqui em Santos. Foi o que fizemos. Em meia hora já estavamos em uma clínica 24h onde o médico começou os procedimentos. Ele tentou fazê-la vomitar com salmoura, H²O² (peróxido de hidrogênio) e até com cálcio intravenoso, mas foi em vão. Então ela foi colocada no soro para tentar diluir a toxina. Nessa hora ela já estava letárgica (bem molinha), sonolenta, com as pupilas dilatadas e uma senhora taquicardia, mesmo com todo os procedimentos, o que nos deixou bem preocupados. Com a diluição do soro, ela começou a se recuperar e foi liberada para casa. Hoje, menos de 12hs depois, ela está ótima! Já fez outro retorno no vet que nos disse para ficarmos despreocupados. Devo lembrar que, em menos de 1h depois dela comer as folhas de lírio ela jaá estava no soro e já tinha sofrido vários procedimentos de emergência. A intoxicação é muito rápida e deve ser tratada com muita urgência! Graças a Deus, a São Francisco de Assis e à competência do Dr. Roberto Horn, nossa Marie está feliz e saudável aqui do nosso lado! Bom, esse foi o acontecido dessa madrugada.

O texto a seguir foi um dos que nos orientou logo depois de vermos que ela comeu as folhas de lírio. A tradução e o resumo livre é meu e, desculpe qualquer erro.
Texto original aqui: http://blog.wkf.com/easter-lily-plant-toxicity-and-cats/?lang=pt

* Várias plantas caseira podem ser tóxicas para nossos animais de estimação, e praticamente todas as espécies de lírios causam insuficiência renal aguda em gatos.
* Outros animais, como cães e coelhos não parecem ser afetados.
* Lírios normalmente têm folhas macias, lineares, crescem da base para o topo.
* As flores são brancas, amarelas, rosa ou laranja e florescem mais no verão.
* O princípio ativo tóxico dessas plantas é desconhecido, mas todas as partes da planta, incluindo suas folhas, caule e flor são aparentemente tóxicas.

Sinais Clínicos

* Depois que um gato comeu uma parte de lírio, sinais estomacais altos (vômito, falta de apetite, letargia) podem estar presentes.
* É de extrema importância seguir para uma emergência o mais rápido possível para começar o tratamento. Em aproximadamente 2 a 4 dias após a ingestão da planta, sinais de falha renal podem começar, o que pode incluir perda de apetite, depressão, vômitos e parada de eliminação de urina.

Diagnóstico

* Diagnóstico de ingestão de lírio é baseada na história pregressa, da constatação ou testemunho da ingestão de uma parte da planta, ou vendo partes da planta no vômito.
* Não existem testes diagnósticos conhecidos para confirmação de intoxicação por lírio.
* Se o seu gato tiver evidências de falha renal, baseada em testes sanguíneos, é importante falar para seu veterinário se há a possibilidade de seu gato ter comido partes de lírio.

Tratamento

* Tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível para ter sucesso, focando inicialmente em esvaziar o estômago em até 4 horas da ingestão da planta, e administrar medicamentos para prevenir a absorção da toxina pelo trato gastrointestinal. Quando você ligar para seu veterinário ou uma clínica de emergência, você pode ser orientado a induzir o vômito em casa usando água oxigenada (peróxido de hidrogênio), ou então ser orientado a levar seu gato até o hospital veterinário imediatamente.
* Também é essencial iniciar terapia fluida intravenosa para aumento da diurese pelo menos nas primeiras 24h para ter certeza de que os rins continuarão funcionando apropriadamente.
* Se o estômago não for esvaziado e se medicamentos não forem dados para prevenir a absorção da toxina, a insuficiência renal normalmente começa em 2~4 dias. Até esse ponto existem várias opções de tratamento e a mortalidade pela toxina de lírio é alta.

Complicações da Ingestão

* Alguns gatos que passam pela experiência de uma pequena intoxicação podem sofrer suave a moderada insuficiência renal. Nesses casos, eles devem ser internados em terapia intensiva por vários dias para receber terapia fluida e medicamentos para ter certeza de que os rins continuem a produzir urina.
* Os danos aos rins podem ser permanentes, mas se os danos não forem muito severos, o gato pode ser capaz de recuperar sua função. Então será requerido que o gato seja monitorado de perto com uma rotina de exames de sangue para checar a função renal, e pode ser necessário tratamento continuado em casa com terapia fluida subcutânea. Transplante renal pode ser uma opção de tratamento se os rins estiverem em insuficiência. O transplante apenas será feito se não houver mais nenhuma opção de tratamento, senão o rim transplantado também poderá desenvolver disfunção.

Prognóstico

* Se o estômago for esvaziado e medicamentos para prevenir a absorção da toxina forem efetivos, o prognóstico de recuperação é excelente.
* Se for absorvido toxina o suficiente para levar à insuficiência renal aguda, então o prognóstico esperado é ruim, e o índice de mortalidade é alto. Isso faz com que a procura imediata por um serviço de emergência imediatamente após a ingestão seja fundamental para o sucesso do tratamento.

Referências

* Este texto foi traduzido do original em: http://blog.wkf.com/easter-lily-plant-toxicity-and-cats/?lang=pt
* No site ASPCA (American Society for the prevention of cruelty to animals) - http://www.blogger.com/www.aspca.org, existe uma sessão "National Animal Poison Control" onde se encontra uma lista de todas as plantas tóxicas e não-tóxicas.

Outras plantas que também são bastante tóxicas e devem render preocupações são: Samambaia, Renda portuguesa, Espada de São Jorge, Comigo-ninguém-pode. Lírios brancos são ainda mais perigosos que os outros, e as folhas do alto são as que têm mais toxina.
Espero que esse post possa chegar ao máximo de donos de gatos possível e salvar essas vidinhas sapecas e preciosas! Divulguem!
Agradeço muito aos médicos maravilhosos da minha princesinha:

Dra. Gabriela Romano
Centro Médico Veterinário Lins
Av. Lins de Vasconcelos, nº 2635
F.: 5572.9959 / 5084.5641
V.Mariana - São Paulo

Dr. Roberto Horn
Clínica Veterinária e Pet Shop Reino Animal
Rua Azevedo Sodré, nº ???
F.: 3221.1316 / 3221.5533
Santos/SP

0 comentários:

Seu Apoio Juridico

Medicina em Foco - últimas postagens